UMA CANDIDATURA SEM OBJECTO

Numa altura em que as eleições presidenciais em Portugal se aproximam (Janeiro) este blogue aparece com rara oportunidade. Como não me revejo em qualquer candidato, sou forçado a, mais uma vez, apresentar a minha não candidatura. Só que destra vez não vou definitivamente votar em mim. Da última vez quase era eleito. Agora com o nível de abstenção que vai haver, pode bastar um único voto para ser Presidente... Safa!

3 comentários:

Eduardo P.L disse...

Jorge,

usem a receita do Lula.
Elejam candidatos MACHOS!
Mas MACHOS prá valer!
A Alemanhã já tem o dela! A Argentina, também! O Brasil acaba de eleger o seu. Portugal precisa de um MACHO no poder! Chega de "bichas"! ( E "bicha" no Brasil não é fila.....!!!! )

João Menéres disse...

EDUARDO

O quanto sabe deste pequeno rectângulo !

Mas, diga-me, esse MACHO receitado pelo LULA não é fruto pôdre ?

Dispenso-me de RECEITAR !

Um abraço.

expressodalinha disse...

Pois... estou quase lá, mas não é fácil. Raio de genética esta que não deixa ir para a fila.